29 de mai de 2009

Gayatri

Oi Blog querido, faz uns dias que não passo por aki.
Essa semana foi corrida e não consigo postar nada.
Fiquei contente em saber que vou passar inicialmente 15 dias em Sampa, colocar tudo em dia principalmente minha pratica de yôga, que saudades da galera da unidade Brooklin.

Estou muito feliz com minha vida.

Lá vai um mantra que adoro.

Ôm bhur bhuvah swáha - Ôm, terra, céu, céu*
(Ôm) tat savitur varenyam - difícil de achar uma frase que se encaixe bem aqui, pois é uma forma de se expressar o desejo por aquele que vem iluminar a alvorada. Tat savitur varênyam é a frase que sintetiza aquele nosso deleite e desejo de apreciar a alvorada.
bhargô devasya dhimahi - o esplendor que vem dos céus e nos ilumina (no sentido de aprender, conhecer).
dhyô yô naha prachodayat(ô) Inspirado será aquele cujo intelecto (ao sol se) prender.


O Gayatri também é chamado de savitri que quer dizer verso ao sol. É um mantra ao sol.
Existem muitas traduções deste mantra e como várias palavras dele também designam nomes de deuses no panteão hindu instaura-se a barafunda.

Termos

Ôm - Ôm, não tem tradução, só significados.
Bhur - terra, o lugar onde habitamos.
Bhuva - céu, aquele azul que a gente vê todo dia.
Swaha - céu, aquele que habita nosso imaginário como sendo o lugar que vamos depois de morrer.
Tat - que, então
savitur - Aquele que ilumina, alusão ao sol. Vem de savitR que é sol nascente.
varênya - algo que é desejado
m - terminação do acusativo.
bharga - radiante, esplendor.
dêva - divino, que vem dos céus
sya - terminação que indica declinação no instrumentativo.
dhimahi - ficar inteligente, aprender, tornar-se sábio. Vem de dhimat que é inteligencia, sabedoria, aprendizado.
dhiyô - intelecto
- aquele
náha prender-se a, conectar-se a.
Prachôda - inspiração, enlevo. prachodayat aquele que inspira, aquele que enleva.

Nenhum comentário: