7 de jul de 2009

The Phantom of the Opera


A noite aguça Acentua as sensações
A escuridão emociona E desperta a imaginação
Sileciosamente os sentidos Abandonam as defesas
Incapazes de resistir às notas que eu esrevo
Pois eu componho A Música Da Noite

Lentamente, gentilmente A noite revela seu esplendor
Pegue-o, sinta-o Trêmula e suave
Desvie seu rosto da luz brilhante do dia
Afaste seus pensamentos Da luz fria e insensível
E ouça a Música da noite

Feche seus olhos E renda-se aos seus
sonhos mais sombrios Purifique seus pensamentos
Da vida Que você conheceu antes!
Feche seus olhos Deixe seu espírito
Começar a voar E você viverá
Como nunca viveu antes

Suavemente, primorosamente A música vai acariciá-la
Ouça-a, sinta-a Possuí-la secretamente
Abra sua mente Liberte suas fantasias
Nesta escuridão Que você sabe que não pode combater
A escuridão da música da noite

Deixe sua mente Começar uma jornada
através de um estranho mundo novo
Abandone todos os pensamentos Do mundo que você conhecia antes
Deixe sua alma Levá-la onde você deseja estar
Só então Você pode ser minha

Flutuando, caindo Doce intoxicação
Toque-me, confie em mim Saboreie cada sensação
Deixe o sonho começar Deixe seu lado mais sombrio ceder
Ao poder da música Que eu componho
O poder da Música Da Noite

Somente você Pode fazer a minha canção decolar
Ajude-me a fazer.....A Música da Noite

Nenhum comentário: