28 de jul de 2009

Pújá - Uma Prática Universal


Pújá é o que chamamos na prática de retribuição ética de energia.

Basicamente, é a atitude de agradecer antes de receber.

Por definição:

Pújá é um comportamento universal de gratidão, reverência e lealdade que manifesta-se através de pensamentos, palavras, gestos e obras. (Santos, S, A força da Gratidão (Pújá), Nobel)

Este agradecimento prévio encontra-se presente não só no Yôga, mas em outras atividades, principalmente aquelas vindas do oriente como é o caso, por exemplo, de algumas artes marciais.

No caso do Yôga o Pújá é feito nesta ordem:

Ao local da prática
Ao instrutor
Ao Mestre vivo mais antigo da linhagem
Ao primeiro dos yôgins.

Habitualmente, durante a prática, o pújá é feito através de mentalizações.

O interessante é que aquele que realmente pratica o pújá, predispõe-se à aprendizagem e amplia as fronteiras de sua experiência para assimilar a essência do Yôga, ainda que nada lhe seja ensinado.

De acordo, mais uma vez, com o Mestre Sérgio Santos:

É preciso desenvolver o siddhi do aprendizado, pois a evolução interior depende muito mais do receptor do que do transmissor.

Pújá também significa identificar-se, sintonizar-se com o Mestre. Isso permite a germinação daquilo que já se encontra no aprendiz. Diz a máxima: todo discípulo leal é um Mestre em potencial. Portanto, o conhecimento é uma fonte inesgotável, diretamente proporcional à receptividade e à gratidão do discípulo.

Nenhum comentário: