2 de dez de 2013

Kubrick - Filmography


Killer’s Kiss (1955)

O ‘filme noir’ de Kubrick foi seu primeiro trabalho para um grande estúdio de Hollywood (United Artists). Apesar da pouca idade, 23 anos, a genialidade do diretor já podia ser vista em sequências como a da luta na fábrica de manequins, um incrível jogo visual de luz e sombras.

REPRODUÇÃO

killers-kiss

The Killing (1956)

Quem assiste hoje a tramas que abusam dos flashbacks vai reconhecer de onde elas vieram ao ver esse filme de Kubrick. Editado de maneira surpreendente, ‘The Killing’ narra o plano (quase) perfeito de uma quadrilha para assaltar a bolsa de apostas durante uma corrida de cavalos.

REPRODUÇÃO

TheKillingstill

Glória Feita de Sangue (1957)

O primeiro dos grandes clássicos de Kubrick, este é considerado um dos melhores filmes de guerra feitos até hoje. Além da atuação primorosa de Kirk Douglas e da discussão filosófica sobre honra e coragem, o filme conta com batalhas que impressionaram na época pelo realismo e violência.

REPRODUÇÃO

Glória-Feita-de-Sangue

Spartacus (1960)

Kirk Douglas demitiu o diretor Anthony Mann no início da produção e chamou Kubrick para salvar o filme. Por não ter controle absoluto, Kubrick não considerava o filme um projeto seu. Mas é claro que só ele poderia ter coreografado batalhas com milhares de figurantes de maneira tão perfeita.

REPRODUÇÃO

spartacus

Lolita (1962)

Primeira das muitas polêmicas de Kubrick, Lolita teve como roteirista ninguém menos que o próprio autor do romance, Vladimir Nabokov – que foi indicado ao Oscar. Kubrick quase abandonou o projeto durante a edição, devido à pressão de grupos religiosos que exigiam a censura de algumas cenas.

REPRODUÇÃO

lolita

Dr. Fantástico (Ou Como Aprendi a Parar de me Preocupar e Amar a Bomba) (1964)

Baseado no livro Red Alert, de Peter George, a assustadora trama baseada num ataque nuclear iniciado por um general insano pareceu tão maluca que Kubrick decidiu transformá-la em uma comédia de humor negro. O genial Peter Sellers faz três papéis – um mais divertido que o outro.

REPRODUÇÃO

dr

2001: Uma Odisseia no Espaço (1968)

Considerado um dos maiores clássicos da história do cinema, 2001 é uma revolução na forma e no conteúdo. A história dividida em duas partes (passado e futuro) foi inspirada na obra de Nietzsche e nasceu de uma parceria de Kubrick com Arthur C. Clarke, o mestre da ficção científica.

REPRODUÇÃO

2001

Laranja Mecânica (1971)

Baseado no livro de Anthony Burgess, a distopia sobre uma gangue que pratica a ultraviolência gerou uma série de incidentes na Inglaterra. Ao saber que gangues de criminosos imitavam seus personagens, Kubrick praticou uma autocensura inédita e proibiu os cinemas ingleses de exibir o filme.

REPRODUÇÃO

laranja-mecanica

Barry Lyndon (1975)

É possível iluminar um set de cinema apenas com velas? Sim, se o diretor for Stanley Kubrick. Espécie de ‘Forrest Gump’ do século 18, ‘Barry Lyndon’ reproduz o visual da época até os últimos detalhes. Ganhou quatro Oscar: Figurino, Fotografia, Direção de Arte e Música.

REPRODUÇÃO

barry-lyndon

O Iluminado (1980)

Stephen King não gostou da adaptação de seu livro por uma única razão: Kubrick manteve pouquíssimo da história original. Com uma interpretação magistral de Jack Nicholson (‘Here’s Johnny!’), o filme desencadeou uma série de teorias da conspiração que podem ser vistas no documentário ‘Room 237’.

REPRODUÇÃO

the-shinning-5

Nascido Para Matar (1987)

Kubrick mudou-se com a família para uma mansão no subúrbio de Londres no final dos anos 1960 e nunca mais saiu de lá. Como fazer um filme sobre a guerra do Vietnã sem sair de casa? Kubrick importou 60 palmeiras da Espanha e recriou uma selva do Vietnã nos arredores da capital inglesa.

REPRODUÇÃO

nascido-para-matar

De Olhos Bem Fechados (1999)

Coincidência ou não, Tom Cruise e Nicole Kidman se separaram após passarem dois anos filmando esse pesado drama sobre um casal em crise. Uma semana depois de finalizar sua última obra-prima, em 7 de março de 1999, Kubrick teve um ataque cardíaco e morreu enquanto dormia.

REPRODUÇÃO

de-olhos-bem-fechado

Nenhum comentário: